Marketing Orientado

Estudo global aponta marketing orientado como vital para o negócio

Cerca de 3 mil profissionais de marketing que atuam em anunciantes, empresas prestadores de serviços e desenvolvedores de tecnologia participaram da segunda edição da maior pesquisa já realizada por um consórcio global de associações de marketing e que reafirmou a enorme importância dos dados para suas iniciativas.
Coordenada pela Associação Brasileira de Marketing Direto (ABEMD) no Brasil, os resultados estão publicados no relatório, The Global Review of Data-Driven Marketing and Advertising, da Global DMA (uma aliança de mais de 25 associações de marketing independentes ao redor do mundo) e do Winterberry Group (uma consultoria estratégica especializada em publicidade, marketing, mídia e informação com sede nos EUA).
Esta é a segunda edição do relatório que analisa as práticas correntes em cada um dos 17 mercados participantes – Argentina; Alemanha; Austrália; Bélgica; Brasil; Chile; Cingapura; Estados Unidos; França; Holanda; Hong Kong; Hungria; Índia; Itália; Nova Zelândia; Reino Unido; Suécia – com o objetivo de ajudar os profissionais a entender e agir de acordo com as oportunidades, desafios e a dinâmica do mercado.
“Foi uma grande conquista ter tantos profissionais e empresas de todo o mundo participando de um estudo tão abrangente”, disse Efraim Kapulski, presidente da ABEMD – Associação Brasileira de Marketing Direto. “Nós fizemos isso para ajudar empresas e anunciantes a terem benchmarks claros para suas campanhas e, assim, analisar alocações de verbas em conformidade com as melhores práticas globais, desenvolvendo estratégias para a utilização dos dados disponíveis de maneira significativa, responsável e de fácil acesso”.
A pesquisa online foi realizada entre julho e setembro de 2015 pelas associações de marketing nos mercados participantes. Confira os principais resultados:

O consumidor é o rei
Pelo segundo ano consecutivo, os respondentes globais disseram que seu desejo de estarem “focados no consumidor” está impulsionando seus esforços de marketing orientados por dados mais do que qualquer outra prioridade. E mais de 90% dos entrevistados (91,8%) disseram que seus esforços estão pelo menos parcialmente focados em “manter os bancos de dados de consumidores”, representando o mais comum caso de uso global em marketing orientado por dados. Outra esmagadora maioria de entrevistados (90,2%) disseram estar focados em implementar análises preditivas e segmentação para dirigir melhor e engajar suas audiências chave.

»

Leave a comment:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *